SEDUC - SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO


DESTAQUES

Calendário
05/01/2012 19:12:00
Seduc acompanha calendário de reposição de aulas nas escolas estaduais

A reposição dos dias letivos parados durante o período da greve de professores realizada no ano passado segue na Rede Pública Estadual de Ensino. Durante a tarde desta quinta-feira (5), gestores das 20 Unidades “Seduc na Escola” (USE's), responsáveis por cerca de 380 escolas estaduais da Região Metropolitana de Belém (RMB), e a equipe técnica da Secretaria de Estado de Educação (Seduc) reuniram-se para dar continuidade ao acompanhamento do calendário de reposição.

A greve durou 34 dias letivos e envolveu cerca de 18% das escolas da RMB. Para as escolas que passaram mais tempos sem aulas o prazo máximo para o encerramento do ano letivo de 2011 é o dia 27 de março. Participaram da reunião o diretor de Ensino Médio e Educação Profissional, José Roberto Vieira; a diretora de Ensino Fundamental e Infantil, professora Ana Cláudia Hage; e o assessor político, Altmá Alves.
De acordo com a diretora de Ensino Fundamental e Infantil da Seduc, professora Ana Cláudia Hage, a reposição segue normalmente, sem imprevistos. “Estamos com uma equipe técnica acompanhando, diretamente, a reposição nas escolas. Esse acompanhamento é feito também junto aos gestores de USE's e URE's (Unidade Regionais de Educação)”, explicou a diretora.

Na Use 10, responsável pelas escolas dos Tapanã, Benguí e Tapanã, três das vinte e quatro escolas aderiram a greve. De acordo com o gestor da USE 10, professor, Luís Otávio Cardoso, as unidades de ensino permaneceram cerca de 20 dias parados. Para recuperar o atraso, as escolas Maria Luiza da Costa Rego, José Márcio Ayres, Marilda Nunes estão funcionando aos sábados para cumprir o calendário de reposição. “Essas escolas funcionaram também no feriado de oito de dezembro. Estamos fazendo um acompanhamento direto em cada escola. Para que consigamos cumprir o que foi planejado em cada unidade”, disse o gestor.

Nas duas escolas da USE 7, Augusto Meira e Paulo Maranhão, localizadas em São Brás e no Guamá, onde a greve durou 9 e 30 dias, respectivamente, a reposição também seguem normalmente. Lá, as aulas seguirão até o dia 27 de março. “Conseguimos manter um ritmo satisfatório no calendário de reposição das aulas, por turno e nível de ensino”, explicou a gestora Carmem Lúcia Souza.

Texto: Mari Chiba
Fotos: Rai Pontes
Ascom/Seduc

Foto Destaque

Foto Destaque

Foto Destaque

Links
 
Downloads