SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO

NOTÍCIAS


PCCR permitirá aumento de 30% no salário dos professores
12/05/2010 16:20:00
A implantação do Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR), elaborado pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc) e já enviado à Assembleia Legislativa do Estado, permitirá um aumento de até 30% no salário dos professores da educação pública do Pará. Um professor em início de carreira, por exemplo, sem o curso de mestrado, com jornada de 40 horas semanais, e um salário final de R$ 2.700, terá com o PCCR um acréscimo salarial de R$ 810,00, num período de 15/20 anos de carreira. Os cálculos foram feitos pela Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão.

O reajuste salarial concedido pelo governo do Estado no dia 30 de março, graças ao acordo coletivo firmado com sindicatos e associações de servidores públicos, foi de 6% sobre o vencimento base dos profissionais não incluídos no reajuste do salário mínimo no início do ano. Também foi concedido aumento de auxílio-alimentação de R$ 10,00 para os servidores que recebiam entre R$ 90,00 e R$ 110,00. Para os que recebem mais de R$ 110,00 de auxílio-alimentação o percentual de aumento será indicado pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

Em janeiro, o aumento do salário mínimo foi repassado aos vencimentos dos trabalhadores da educação. O realinhamento foi garantido pelo Estado e provocou um impacto de cerca de R$ 5 milhões na folha de pagamentos do Executivo, que no mês de dezembro foi de aproximadamente R$ 78 milhões, saltando em janeiro para R$ 83 milhões.

O governo do Estado vem trabalhando desde 20007 para que os profissionais da educação não sofressem perdas salariais, que naquela época já acumulavam mais de 70%, percentual resultante das gestões passadas. Nos últimos três anos, o Executivo manteve um diálogo constante com o sindicato da categoria e concedeu reajustes em percentuais acima da inflação.

Em 2007, os servidores estaduais tiveram o maior reajuste salarial do País, com um percentual de 9,8% para os níveis médio e superior. Foi o maior reajuste já concedido pelo Executivo paraense e o maior de todo o Brasil, concedido em negociações com servidores públicos, superando em 6,5% a inflação dos 12 meses anteriores.

Ascom/Seduc
Links
 
Downloads