Página inicial do Secretaria do Estado de Educação

Unidades da rede estadual investem em climatização com recursos do Prodep

17/05/2024 15h01 - Autor: Bianca Rodrigues (Ascom Seduc) 246 visualizações
Foto: Unidades da rede estadual investem em climatização com recursos do Prodep
Foto: Eliseu Dias / Ascom Seduc

Escolas utilizam os recursos do Programa Dinheiro na Escola Paraense para garantir um melhor ambiente pedagógico

O processo de ensino-aprendizagem de crianças e jovens demanda uma série de ações fundamentais, como uma boa alimentação e especialmente possuir um ambiente harmônico de convívio e de bem-estar. Pensando nisso, as escolas da rede estadual de ensino podem utilizar os recursos do Programa Dinheiro na Escola Paraense (Prodep), da Secretaria de Estado de Educação do Pará (Seduc), para diversas ações, inclusive na climatização de ambientes pedagógicos a fim de garantir conforto e bem-estar dos estudantes, professores e colaboradores.

“Quando falamos em climatização nas escolas não podemos entender como um item de luxo, como um item sem prioridade. O calor intenso aqui no Pará impacta diretamente na aprendizagem e resultado de nossos estudantes, impossibilitando a concentração, gerando desconforto e queda de rendimento. O mesmo se aplica para nossos servidores. Quando pensamos no Programa Dinheiro na Escola Paraense, consideramos como prioridade a possibilidade de adequar os ambientes escolares com climatização, e é uma alegria imensa ver as escolas executando os recursos que receberam para esse fim, além, claro, de realizar reformas contínuas, adquirir materiais pedagógicos e tecnológicos, potencializar a merenda, entre outras possibilidades. É mais autonomia para a gestão escolar, mais conforto para nossos estudantes e quadro escolar”, disse Rossieli Soares, secretário de Estado de Educação do Pará.  

No município de Ananindeua, a Escola Estadual Maria de Nazaré Marques Rios, realizou a instalação de seis centrais de ar condicionado, beneficiando estudantes e servidores. A unidade recebeu um recurso geral do Prodep no valor de R$ 84.694,43.

Foto: Eliseu Dias / Ascom Seduc

“A estrutura, a climatização é fundamental. Nós vivemos em um estado extremamente quente, então nossas salas necessitavam de climatização, uma vez que dá condições para o processo de aprendizagem. Os nossos alunos conseguem ter, com toda certeza, um melhor rendimento e tranquilidade para uma aula com qualidade. Nós tínhamos só o fundo rotativo e quando surgiu o Prodep, foi sinônimo de autonomia, de credibilidade, de qualidade para todo mundo”, conta Rosa Teixeira, diretora da escola. 

Rosa Teixeira, diretora da E.E.E.F.M Maria de Nazaré Marques Rios - Foto: Eliseu Dias / Ascom Seduc

A estudante Ana Karolliny Lopes, do 6º ano do Ensino Fundamental da Escola Maria de Nazaré Marques Rios, festejou a chegada do ar condicionado na sua turma. “As nossas aulas ficam melhores, nos sentimos confortáveis, até mesmo na concentração, no foco. Os nossos professores também gostaram muito e a escola está feliz com o Prodep”, afirma a aluna. 

Os estudantes da Escola Estadual Madre Celeste também aprovaram a instalação dos equipamentos. Ao todo, quatro salas de aula foram contempladas com o recurso neste ano. O recurso geral do Programa destinado à Escola foi no valor de R$ 60.638,50.

Estudante Ana Karolliny - Foto: Eliseu Dias / Ascom Seduc

“Com a chegada dos aparelhos, notou-se uma grande melhoria, hoje reclamamos de frio, mas para mim está o ideal”, conta Isabelle Dantas, estudante da 2ª série do Ensino Médio, da Escola Madre Celeste. 

Para o aluno Pedro Henrique Cordovil, da 2ª série do Ensino Médio, os estudantes estão se sentindo valorizados com o investimento. “A gente se sente bastante valorizado como alunos, tanto pela Secretaria de Educação e pelo Estado, além de perceber que os nossos direitos estão sendo respeitados e cumpridos. E isso, é claro, vai também trazer vários fatores positivos para a questão do nosso aprendizado dentro da sala de aula, na concentração tanto dos alunos, como dos professores. Hoje, enxergo e concordo que a Secretaria se empenhou e fez o seu melhor para as unidades escolares”, disse o estudante.

A diretora Elaine Sagica, para instalar os equipamentos, teve que ajustar a rede elétrica da escola, apenas possível com o recurso do Prodep. “Esse recurso é importante porque prioriza a realidade da escola, às necessidades de cada escola, e isso melhora a vida de todo mundo. Tivemos que mexer na rede elétrica da escola para comportar os ares-condicionados, já que o investimento também nos permite utilizar desta maneira. Toda a comunidade escolar ficou satisfeita e agora é só aguardar os próximos recursos”, disse a diretora da Escola Madre Celeste. 

Foto: Eliseu Dias / Ascom Seduc

O subprograma ‘Climatização’ tem por objetivo a aquisição, instalação e manutenção de equipamentos nas escolas estaduais, visando a melhoria do conforto térmico para os estudantes da rede. A aquisição e a instalação dos equipamentos de climatização deverão ser realizadas pelos Conselhos Escolares somente após a vistoria e anuência da Seduc ou dos técnicos das Diretorias Regionais de Ensino, referente à adequação da rede elétrica.


MAIS FOTOS