Página inicial do Secretaria do Estado de Educação

Escolas da rede pública estadual se mobilizam para concurso internacional de cartas

18/03/2023 14h38 - Autor: Sâmia Maffra (SEDUC) 650 visualizações
Foto: Escolas da rede pública estadual se mobilizam para concurso internacional de cartas
Escolas da rede pública estadual se mobilizam para concurso internacional de cartas (Foto: Divulgação)

A preparação para a 52ª edição do Concurso Internacional de Redação de Cartas, promovido pelos Correios, já começou nas escolas da rede estadual de ensino. A EEEFM Dom Pedro II, em Belém, realizou a primeira etapa e selecionou os finalistas que vão concorrer à etapa regional.

“Os estudantes ficaram muito empolgados. As cartas são consideradas ultrapassadas na era digital em que vivemos, mas conseguimos mostrar a importância de participar e incentivar os alunos a aprimorarem o conhecimento linguístico. Foi muito divertido”, conta Cristiane Caetano, professora de português e inglês que apresentou o projeto nas salas de aula. 

Como a adesão foi grande, a escola Dom Pedro já fez a primeira etapa do concurso, que consiste em selecionar duas redações e enviar aos Correios para a etapa regional. “As cartas estão ótimas. Temos condições de ter um finalista na escola. Foram mais de 15 redações somente no turno da tarde. Selecionamos quatro finalistas e depois dois. A iniciativa dos Correios é excelente, uma oportunidade de resgatar o hábito da leitura e escrita em nossos alunos”, comenta a professora. 

A estudante Yasmin Kawasaki, do 1° ano do ensino médio, vai participar pela primeira vez do concurso de cartas, através da escola. “A professora Cristiane expôs o programa, então resolvi me inscrever. Espero conseguir vencer todas as outras etapas, como fui uma das vencedoras da etapa escolar”, conta. 

Desde pequena, Yasmin tem contato com o universo da literatura. Ela acredita que o concurso é importante para adquirir habilidades e ganhar experiências. “Acho muito importante a participação da escola nesses projetos, além de incentivar os alunos a desenvolverem cada vez mais a escrita, aguça em nós a busca pelo conhecimento e a imaginação. E a sensação de conquista é extremamente motivadora”, disse a estudante, que pretende fazer vestibular para medicina.

Concurso Internacional de Cartas

Até dia 23 de março, estão abertas as inscrições para a 52ª edição do Concurso Internacional de Redação de Cartas, promovido pelos Correios, em parceria com a Secretaria de Estado de Educação do Pará (Seduc). Estudantes de escolas públicas e privadas de até 15 anos podem participar. O tema deste ano é “imagine que é um super-herói e sua missão é a de tornar todas as estradas mais seguras para as crianças: escreva uma carta para alguém explicando quais superpoderes você precisaria para cumprir sua missão”.

O concurso é promovido anualmente pela União Postal Universal (UPU), sediada em Berna, na Suíça, e no Brasil é realizado pelos Correios através de quatro etapas. “Escolar, regional, nacional e internacional. Na etapa escolar são selecionadas até duas cartas e a escola é responsável por essa seleção, depois encaminha aos Correios via carta registrada ou Sedex, aí passamos a etapa estadual, onde é selecionada uma carta para concorrer a etapa nacional. A melhor redação, de cada Estado segue para a fase nacional, onde serão selecionadas as três melhores cartas. A primeira colocada irá representar o Brasil na fase internacional”, explica Karla Monteiro, coordenadora regional do concurso. 

O objetivo é incentivar alunos a expressarem a criatividade e aprimorarem o conhecimento linguístico, além de reconhecer talentos nacionais. A Seduc é uma importante parceira para potencializar o alcance do concurso e fomentar a participação de mais estudantes da rede estadual, que são beneficiados pela abordagem pedagógica diferenciada. 

Além do reconhecimento e incentivo ao estudante, as escolas também recebem premiações. “Na etapa regional, o estudante recebe R$2.300 e a escola R$2.500, além de certificado de participação. Já na etapa nacional, os 1°, 2° e 3° lugares recebem premiações que vão de R$ 6 mil a R$ 10 mil, além de certificado, troféu e, caso o estudante não seja de Brasília, viagem até a sede dos Correios para receber a premiação”, comenta Karla. 

As inscrições são feitas pelas escolas e as redações devem conter até 800 palavras. “Fiquem livres para colocar seus pensamentos de forma criativa, puxando um pouco a regionalidade, mas com representatividade nacional. Participem, divulguem e venham fazer parte do concurso de redação de cartas”, convida a coordenadora. 

Para mais informações sobre o concurso, acesse o site.