Página inicial do Secretaria do Estado de Educação

Com aula sensorial para alunos da rede pública, Ideflor-Bio celebra Dia da Biodiversidade

23/05/2023 08h51 - Autor: Vinícius Leal (IDEFLOR-BIO) 319 visualizações
Foto: Com aula sensorial para alunos da rede pública, Ideflor-Bio celebra Dia da Biodiversidade
Vinícius Leal (IDEFLOR-BIO)

Programação no Parque do Utinga visa conscientizar a sociedade sobre a importância de conservar e proteger a diversidade biológica do planeta

Estudantes da rede pública estadual tiveram uma aula diferenciada no Parque Estadual do Utinga “Camillo Vianna”, em Belém, nesta segunda-feira (22), Dia Internacional da Biodiversidade, instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU). A iniciativa do Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade (Ideflor-Bio) buscou conscientizar a sociedade sobre a importância de conservar e proteger a diversidade biológica do planeta, em especial, do bioma amazônico.

Os estudantes tiveram um aprendizado in loco sobre flora e fauna da Amazônia - Foto: Vinícius Leal / Ascom Ideflor-Bio

A programação, organizada pela Diretoria de Gestão da Biodiversidade (DGBio), por meio da Gerência de Biodiversidade (GBio), forneceu aos alunos da Escola Estadual Alcides Carneiro, em Ananindeua (Região Metropolitana de Belém), informações e conceitos em relação à preservação da fauna paraense, sobre o que é um Parque Ambiental, uma Unidade de Conservação (UC) e a importância e o objetivo da criação dessas áreas.

Durante o passeio, eles também conheceram em detalhes o Projeto de Reintrodução e Monitoramento de Ararajubas na Região Metropolitana de Belém, executado pelo Ideflor-Bio, em parceria com a Fundação Lymington de São Paulo (SP). Há pouco tempo, as ararajubas (Guaruba guarouba) eram consideradas por instituições de pesquisa aves extintas nos arredores de Belém.

Com muito trabalho, estudo e dedicação, elas estão de volta ao céu da capital paraense. Em oito anos de trabalho, mais de 50 ararajubas foram devolvidas à natureza. O melhor local para encontrar os pássaros é o Parque Estadual do Utinga. Mas também é possível avistá-las em diferentes pontos da cidade, especialmente nas bordas de áreas verdes.

Aprendizado - Apesar de já ter visitado o Parque Estadual do Utinga anteriormente, a estudante do 7º ano, Izabelly Souza, avaliou o novo passeio como uma ótima oportunidade para conhecer ainda mais sobre o bioma amazônico e o trabalho dos biólogos. “Acho muito importante a preservação das nossas florestas, tanto para o nosso conhecimento, como para a própria natureza. Até porque, infelizmente, o desmatamento e o tráfico de animais ainda são uma realidade. Por isso, precisamos estar atentos”, disse a estudante.

Foto: Vinícius Leal / Ascom Ideflor-Bio

Quem propôs a visita ao Parque Estadual do Utinga foi a professora de Língua Portuguesa Rosineide Aquino, após passar uma tarefa à turma sobre a extinção de espécies da fauna e flora brasileira. “A partir da curiosidade dos alunos, eles chegaram a um site que falava sobre a extinção das ararajubas no Pará. Então, fomentamos o trabalho sobre educação ambiental na disciplina de Linguagem, para trabalhar a construção do gênero Notícia”, informou.

A educadora disse, ainda, que “a experiência está sendo a melhor possível, porque a gente sai do abstrato, do livro didático, e passa a ver in loco como o nosso ecossistema é rico. A nossa escola fica em Ananindeua, bem próximo desta UC, fazendo com que eles possam visualizar a partir de outra perspectiva algo que está tão perto deles, e ao mesmo tempo não é tão perceptível por conta do dia a dia”.

Laboratório a céu aberto - O Parque Estadual do Utinga “Camillo Vianna” tem mais de 1,3 mil hectares. Nessa área é possível encontrar diversas espécies da fauna e flora da Amazônia, o que caracteriza o local como um verdadeiro laboratório a céu aberto na área urbana de Belém. A gerente de Biodiversidade do Ideflor-Bio, Mônica Furtado, explicou como outras unidades de ensino podem visitar a UC.

“As escolas podem solicitar a visita por meio de um ofício endereçado à GBio ou para o e-mail da Gerência da Região Administrativa de Belém (GRB) - grb.dgmuc@gmail.com - responsável pelo Parque Estadual do Utinga. Por esses canais, a gente consegue agendar o passeio escolar/universitário, de acordo com a disponibilidade dos respectivos setores do Instituto”, explicou a gerente.


MAIS FOTOS