Página inicial do Secretaria do Estado de Educação

Ideflor-Bio inicia ‘Projeto Regenerar’ com plantio de mudas em escola estadual, em Belém

17/05/2024 15h08 - Autor: Vinícius Leal (IDEFLOR-BIO) 225 visualizações
Foto: Ideflor-Bio inicia ‘Projeto Regenerar’ com plantio de mudas em escola estadual, em Belém
Foto: DDF/IDEFLOR-Bio/Divulgação

Ao todo, 35 estudantes do 6° e 7° ano do fundamental participaram da atividade que busca fortalecer a educação ambiental entre os alunos da rede pública

A Escola Estadual Maria Luiza da Costa Rego, no bairro do Benguí, em Belém, recebeu uma importante ação de plantio de mudas na última quinta-feira (16). A atividade, que envolveu 35 estudantes do 6° e 7° ano do ensino fundamental, faz parte do Projeto Regenerar, concebido pelo Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (Ideflor-Bio) nos Territórios Pela Paz (TerPaz).

O Projeto Regenerar visa fortalecer a educação ambiental entre os alunos da rede pública, promovendo a conscientização sobre a importância da biodiversidade e incentivando o cuidado com o meio ambiente. Durante a atividade, os estudantes participaram ativamente do plantio, aprendendo sobre as diferentes espécies de árvores frutíferas e suas contribuições para a fauna e flora local.

Foto: DDF/IDEFLOR-Bio/Divulgação

A escolha da Escola Estadual Maria Luiza da Costa Rego para o início do projeto não foi por acaso. Localizada próxima à Usina da Paz (UsiPaz) do Benguí, o espaço de aprendizagem é parte de uma comunidade que será diretamente beneficiada pelas iniciativas ambientais do Ideflor-Bio. “Estamos plantando espécies frutíferas nativas com o objetivo de atrair a fauna local e fortalecer o conhecimento dos alunos a respeito das espécies regionais frutíferas”, explicou a gerente de Produção e Apoio aos Arranjos Produtivos Florestais, Laura Dias.

EspéciesAs mudas utilizadas no plantio são oriundas dos viveiros instalados pelo Ideflor-Bio, por meio da Diretoria de Desenvolvimento da Cadeia Florestal (DDF), nas próprias UsiPaz. Esse processo garante que as espécies plantadas sejam adaptadas às condições locais, aumentando as chances de sobrevivência e desenvolvimento das plantas. Além disso, o envolvimento dos alunos no plantio contribui para o desenvolvimento de um senso de responsabilidade ambiental desde cedo.

Foto: DDF/IDEFLOR-Bio/Divulgação

Vale ressaltar que o Projeto Regenerar não se limita ao Benguí. Nos próximos meses, outras escolas do entorno das UsiPaz da Região Metropolitana de Belém também serão contempladas. Entre as próximas localidades estão Jurunas, Terra Firme, Guamá, Cabanagem, Icuí (Ananindeua) e Nova União (Marituba). Cada uma dessas regiões receberá ações similares, visando expandir o impacto positivo do projeto.

Conscientização - O presidente do Ideflor-Bio, Nilson Pinto, destacou a importância da iniciativa. "Além de promover a educação ambiental, estamos contribuindo para a regeneração urbana e para a melhoria da qualidade de vida nas comunidades. As árvores frutíferas não só embelezam o ambiente, mas também fornecem alimento e abrigo para diversas espécies da fauna local”, afirmou.

Foto: DDF/IDEFLOR-Bio/Divulgação

Os alunos da Escola Estadual Maria Luiza da Costa Rego mostraram entusiasmo e comprometimento durante a atividade. Para muitos, foi a primeira vez que participaram de uma ação de plantio, despertando um novo interesse pelo meio ambiente. “Foi muito legal plantar as árvores e saber que elas vão ajudar a natureza. Quero cuidar delas e ver os frutos crescerem”, disse João Pedro, aluno do 7° ano.

A iniciativa do Ideflor-Bio, em conjunto com o Projeto Regenerar, representa um passo significativo para a integração da educação ambiental no currículo escolar e para a promoção de práticas sustentáveis nas unidades de ensino e nas comunidades urbanas. Com ações como essa, o Instituto tem reafirmado o seu compromisso com a sustentabilidade e o desenvolvimento ambiental no estado do Pará, criando oportunidades para que as novas gerações cresçam em um ambiente mais saudável e equilibrado.


MAIS FOTOS