Página inicial do Secretaria do Estado de Educação

Alunos, professores e gestores aguardam entrega de escola em Capanema reconstruída e ampliada

05/11/2021 08h58 - Autor: Carol Menezes - SECOM 912 visualizações
Foto: Alunos, professores e gestores aguardam entrega de escola em Capanema reconstruída e ampliada
Foto: Marcelo Seabra - Ag.Pará

As obras serão concluídas em 2022, devolvendo a mais de 2 mil estudantes novas e equipadas instalações, adequadas a um ambiente escolar

Com previsão de entrega para 2022, as obras de reconstrução da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Dom João VI, em Capanema, no Nordeste do Pará, seguem em ritmo acelerado enquanto não começa o período chuvoso. Com recursos oriundos do Tesouro Estadual, a obra revitaliza um prédio com dois pavimentos, 25 salas de aula, quadra coberta, laboratório de informática, biblioteca, refeitório, espaço de convivência e outras dependências. Os quase 2 mil alunos da instituição, que estudam desde 2013 em outro prédio, não escondem a expectativa por uma nova rotina escolar.

John Carlos da Silva Santos, 17 anos, aluno do 3º ano do ensino médio, não estará mais na escola quando as novas instalações forem entregues, mas mesmo assim disse estar animado com a possibilidade de as aulas serem ministradas em um espaço melhor. "Eu espero demais que melhore, porque é complicado onde estamos. É comum a gente ver colegas, já aconteceu comigo, saindo mais cedo, com dor de cabeça, porque as salas são muito quentes. Isso dificulta o meu aprendizado. Meu irmão é aluno daqui, e só de saber que ele, sim, vai estudar no novo prédio, é sensacional!", afirmou o estudante.

A expectativa é a mesma da aluna do 9º ano do ensino fundamental, Raycha Graziane, 16 anos, que assim como John Carlos reclama do calor. "Tem professor que chama de sala-sauna, de tão calorento. Não dá para ficar cinco minutos ali. E tem problemas na estrutura como um todo, nos banheiros, por exemplo. A expectativa está a mil de ir para um lugar com estrutura mesmo", ressaltou.

O terreno onde a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) está reestruturando a escola tem cinco blocos. Os trabalhos estão divididos em ambientes que receberão intervenções, utilizando estruturas que ainda têm condições de serem mantidas. O projeto inclui, também, a construção de outros espaços.

Nova estrutura - Os segmentos 1, 3 e 4 irão dispor de 15 salas de aula com aproximadamente 48 metros quadrados cada, equipadas com novo mobiliário e climatização, de acordo com a estrutura. Já no 2º bloco, serão instaladas a sala de arquivo, secretaria, diretoria e vice-diretoria. Ainda no 2º bloco serão construídos a sala dos professores, coordenação pedagógica, banheiros e um auditório com capacidade para até 100 pessoas, além de uma sala de vídeo, que será erguida no bloco 4.

Diretor da Escola Dom João VI, desde 2015, o professor Antônio Maria Lima de Oliveira confirmou a ansiedade pela conclusão das obras, inclusive do corpo docente. "Este processo de reconstrução é um sonho nosso de muito tempo. Estamos aqui no temporário desde 2013, e várias foram as situações em que nos comunicaram que sairia do papel, e nada. Mas até que enfim, nesta gestão, fomos presenteados com essa adequação, ampliação dos espaços, com vários dispositivos que não tínhamos antes: auditório; laboratório de informática todo aparelhado; laboratório interdisciplinar, que também não tínhamos; sala de vídeo, que não tínhamos, e quadra coberta, diferente da que tínhamos, sem cobertura. Sem falar que teremos mais 11 salas; eram 14, e vamos pra 25. A escola será, realmente, a maior de toda a região dos Caetés, com possibilidade de atender cerca de 2,5 mil alunos, porque antes atendia cerca de 2 mil, mesmo com as problemáticas todas", detalhou.

A titular da Seduc, Elieth de Fátima Braga, definiu a reconstrução da escola como um compromisso do Estado com a população de Capanema. "É um colégio muito importante para a região. Trata-se do resgate de um patrimônio histórico para a cidade. Entregaremos uma escola de boa qualidade, uma das escolas mais antigas da região, já no ano que vem. O Governo do Pará reafirma o compromisso com a educação, e entregou, até o momento, 79 escolas estaduais totalmente recuperadas ou construídas, desde o início da gestão do governador Helder Barbalho, em 2019”, informou a gestora.